"A tal da personalidade"




Eu estava em casa, uma chuva terrível caindo lá fora, um friozinho daqueles de “deitar e dormir”. Eu ligo a televisão apenas pra passar o tempo e deparo com uma chamada daqueles programas americanos, sabe entrevistas e tudo mais. Não me lembro o nome do programa, mas o assunto daquele dia era: “Personalidade”. Achei curioso falando sobre esse assunto porque ninguém mais hoje em dia pensa nisso, as pessoas são apenas máquinas, compram o que mandam, comem, bebem, saem, enfim, personalidade e liberdade de expressão é o fim dos tempos.
As pessoas se preocupam muito com o que se deve vestir, o que está nas passarelas do mundo todo, o que o fulano lá do Japão usou no último VMA que teve. Acredito que ainda possa existir criatividade e vontade nas pessoas, talvez elas não tenham percebido isso ainda, se esqueceram apenas.
Sempre pensei de uma forma totalmente minha, sempre vesti o que quis, falei o que pensava que deveria falar (às vezes, claro não era o certo, mas falei), e percebi que o mundo talvez se distanciasse de pessoas assim, com personalidade.
Muitas coisas do passado talvez hoje sejam o fim, alguém diz: “é claro que eu nunca vou usar polainas novamente”, daí a Madonna aparece na TV usando polainas roxas com laços verdes, e voilá, no dia seguinte alguém já está usando polainas roxas com laços verdes. A Katy Perry surge do nada com uma música falando do namorado que parece gay, alguém acha legal e faz o mesmo. Mas e aí, personalidade, onde se encontra? Acredito que muita coisa deve mudar ainda.
Talvez o necessário para alguém seja inútil para outra pessoa, talvez o que é bonito e legal para alguém seja feio e idiota para o outro. Bandas que compõem músicas contando algumas coisas como: “das coisas que eu mais gosto a melhor é dizer não”, ta, tudo bem, talvez não seja tão criativo assim, mas, é de personalidade.
O que vestir o que falar fazer, hora de sorrir, dormir, enfim, é tudo questão de vontade própria. Não é porque alguém fez isso tudo que você deva fazer também. O que está na moda hoje, é apenas ser você mesmo, sendo bobo, tolo, fazer palhaçadas, e tudo o mais que der na telha.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

domingo, 20 de julho de 2008

"A tal da personalidade"

Compartilhar


Eu estava em casa, uma chuva terrível caindo lá fora, um friozinho daqueles de “deitar e dormir”. Eu ligo a televisão apenas pra passar o tempo e deparo com uma chamada daqueles programas americanos, sabe entrevistas e tudo mais. Não me lembro o nome do programa, mas o assunto daquele dia era: “Personalidade”. Achei curioso falando sobre esse assunto porque ninguém mais hoje em dia pensa nisso, as pessoas são apenas máquinas, compram o que mandam, comem, bebem, saem, enfim, personalidade e liberdade de expressão é o fim dos tempos.
As pessoas se preocupam muito com o que se deve vestir, o que está nas passarelas do mundo todo, o que o fulano lá do Japão usou no último VMA que teve. Acredito que ainda possa existir criatividade e vontade nas pessoas, talvez elas não tenham percebido isso ainda, se esqueceram apenas.
Sempre pensei de uma forma totalmente minha, sempre vesti o que quis, falei o que pensava que deveria falar (às vezes, claro não era o certo, mas falei), e percebi que o mundo talvez se distanciasse de pessoas assim, com personalidade.
Muitas coisas do passado talvez hoje sejam o fim, alguém diz: “é claro que eu nunca vou usar polainas novamente”, daí a Madonna aparece na TV usando polainas roxas com laços verdes, e voilá, no dia seguinte alguém já está usando polainas roxas com laços verdes. A Katy Perry surge do nada com uma música falando do namorado que parece gay, alguém acha legal e faz o mesmo. Mas e aí, personalidade, onde se encontra? Acredito que muita coisa deve mudar ainda.
Talvez o necessário para alguém seja inútil para outra pessoa, talvez o que é bonito e legal para alguém seja feio e idiota para o outro. Bandas que compõem músicas contando algumas coisas como: “das coisas que eu mais gosto a melhor é dizer não”, ta, tudo bem, talvez não seja tão criativo assim, mas, é de personalidade.
O que vestir o que falar fazer, hora de sorrir, dormir, enfim, é tudo questão de vontade própria. Não é porque alguém fez isso tudo que você deva fazer também. O que está na moda hoje, é apenas ser você mesmo, sendo bobo, tolo, fazer palhaçadas, e tudo o mais que der na telha.

0 comentários:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com