"Diálogo"


Horário do almoço, todos à mesa.
- Oi.
- Oi querido.
... 2 minutos depois.
- Como foi sua manhã de trabalho?
- Boa.
... 3 minutos depois.
- Amanhã tem almoço na casa de minha mãe, você quer ir comigo?
- Não. Pode ir você. Vou ficar em casa amanhã.
... 5 minutos depois.
- O almoço está bom? Eu mesma preparei a salada.
- É.
... 2 minutos depois.
- Você acha que eu engordei? (Tentando ainda manter a conversa).
- Não.
- Eu preciso falar com você. (Olhando para baixo).
- Fale. (Sem nem ligar).
- Eu sei que não devia pedir isso, mas...
- Pode falar, peça o que quiser. (Sem nem se importar).
- É que eu... eu...
- Fala logo.
- Bem, a vida tem se tornado uma rotina, sabe.
- Estou escutando. (Sem se importar, ainda).
- Você não acha que está nos faltando algo?
- Não, não acho nada disso. Na verdade...
- Pode falar. (Com esperança).
- Eu acho que você deve sair mais, se divertir mais.
- Não é isso que falta para nós.
- Então o que é, fala.
- Bem, você tem trabalhado demais.
- Sim, muito serviço na empresa.
- Você poderia chegar mais cedo amanhã... (Uma idéia).
- Ahhh, acho que estou começando a te entender.
- Sério? Não me entenda mal, mas... não sabia como pedir isso,
- Tudo bem. Eu vou sair mais cedo amanhã da empresa.
- Que bom.
- Depois eu passo na escola e pego as crianças, se era isso que você tanto queria.
- Que bom que você me entendeu.
- Eu sempre entendo você, querida.
- Por isso estamos casados há 36 anos.
- Sinto como se estivesse sido ontem. Eu busco as crianças, não se preocupe.
- Obrigada!
... 8 minutos depois.
- Só estava faltando diálogo. Só isso mesmo.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

"Diálogo"

Compartilhar
Horário do almoço, todos à mesa.
- Oi.
- Oi querido.
... 2 minutos depois.
- Como foi sua manhã de trabalho?
- Boa.
... 3 minutos depois.
- Amanhã tem almoço na casa de minha mãe, você quer ir comigo?
- Não. Pode ir você. Vou ficar em casa amanhã.
... 5 minutos depois.
- O almoço está bom? Eu mesma preparei a salada.
- É.
... 2 minutos depois.
- Você acha que eu engordei? (Tentando ainda manter a conversa).
- Não.
- Eu preciso falar com você. (Olhando para baixo).
- Fale. (Sem nem ligar).
- Eu sei que não devia pedir isso, mas...
- Pode falar, peça o que quiser. (Sem nem se importar).
- É que eu... eu...
- Fala logo.
- Bem, a vida tem se tornado uma rotina, sabe.
- Estou escutando. (Sem se importar, ainda).
- Você não acha que está nos faltando algo?
- Não, não acho nada disso. Na verdade...
- Pode falar. (Com esperança).
- Eu acho que você deve sair mais, se divertir mais.
- Não é isso que falta para nós.
- Então o que é, fala.
- Bem, você tem trabalhado demais.
- Sim, muito serviço na empresa.
- Você poderia chegar mais cedo amanhã... (Uma idéia).
- Ahhh, acho que estou começando a te entender.
- Sério? Não me entenda mal, mas... não sabia como pedir isso,
- Tudo bem. Eu vou sair mais cedo amanhã da empresa.
- Que bom.
- Depois eu passo na escola e pego as crianças, se era isso que você tanto queria.
- Que bom que você me entendeu.
- Eu sempre entendo você, querida.
- Por isso estamos casados há 36 anos.
- Sinto como se estivesse sido ontem. Eu busco as crianças, não se preocupe.
- Obrigada!
... 8 minutos depois.
- Só estava faltando diálogo. Só isso mesmo.

0 comentários:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com