“Heróis”


Quando eu era criança, acreditava em diversos super-heróis. Todos aqueles com seus mais perfeitos trajes e suas enormes botas de borracha. Eles eram práticos e diretos no combate ao crime e estavam sempre acima de tudo e de todos.
Um dia resolvi ser igual a eles. Foi quando, em uma propaganda na televisão, que vi uma super-heroína voando e salvando vidas. Queria ser igual. Exatamente igual a ela. Acabando com todos os problemas e estando sempre a margem do mundo.
Foi então que com o tempo, percebi que não tinha super-poderes, não sabia voar e fugir de toda a lição de casa. Não podia me tornar invisível enquanto brincava de esconde-esconde. Não tinha ouvidos biônicos para descobrir todas as surpresas. Eu também não era rápida como uma flecha para fugir das encrencas da escola.
Hoje, estou crescida o bastante para deixar de lado todas essas ilusões, mas, nunca deixarei de acreditar em super-heróis e nem mesmo direi a uma criança que isso nunca existiu. As coisas são complicadas demais no mundo para deixar de acreditar em seus próprios sonhos.

CONVERSATION

3 comentários:

  1. E eu não entendo esses cientistas infernais que tentam desmentir todas as lendas do mundo: é um tal de querer dizer que Deus não existe, que o monstro do Lago Ness é falso, que vampiros são apenas lendas... eu acredito em tudo que é mágico, posso não vê-los, mas nem por isso eles não estão ali. Nunca vi um extraterrestre, e nem por isso as pessoas falam que eles não existem. Os cientistas até se matam em procurá-los. Então, qual o problema de acreditar em fadas e anjos?
    Eu ainda acho que o monstro do Lago Ness mora lá no fundo do lago, em alguma caverna bem escondida, e que está zombando de nossa cara, humanos presunçosos, que acham que tudo é mentira, fantasia da imaginação de muitos.
    E vivam as fadas! \o/




    Bejoo :*

    ResponderExcluir
  2. Sonhar é ótimo.
    Quando criança o meu herói favorito era o Zorro, mas o do cavalo branco amigo do Tonto, depois que ganhei a fantasia lembro que fiquei enchendo o meu pai pois queria um cavalo tambem...ehehe
    Ótimos tempos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Acho que todo mundo quando criança queria ser um super-herói ou algo assim, que instiga o pensamento ao lado bom da vida, de fazer coisas boas e essa é a função do herói mesmo, no caso do brasil nossos heróis são silvio santos, pelé, xuxa, entre outros míseros heróis

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

“Heróis”

Compartilhar
Quando eu era criança, acreditava em diversos super-heróis. Todos aqueles com seus mais perfeitos trajes e suas enormes botas de borracha. Eles eram práticos e diretos no combate ao crime e estavam sempre acima de tudo e de todos.
Um dia resolvi ser igual a eles. Foi quando, em uma propaganda na televisão, que vi uma super-heroína voando e salvando vidas. Queria ser igual. Exatamente igual a ela. Acabando com todos os problemas e estando sempre a margem do mundo.
Foi então que com o tempo, percebi que não tinha super-poderes, não sabia voar e fugir de toda a lição de casa. Não podia me tornar invisível enquanto brincava de esconde-esconde. Não tinha ouvidos biônicos para descobrir todas as surpresas. Eu também não era rápida como uma flecha para fugir das encrencas da escola.
Hoje, estou crescida o bastante para deixar de lado todas essas ilusões, mas, nunca deixarei de acreditar em super-heróis e nem mesmo direi a uma criança que isso nunca existiu. As coisas são complicadas demais no mundo para deixar de acreditar em seus próprios sonhos.

3 comentários:

Thata disse...

E eu não entendo esses cientistas infernais que tentam desmentir todas as lendas do mundo: é um tal de querer dizer que Deus não existe, que o monstro do Lago Ness é falso, que vampiros são apenas lendas... eu acredito em tudo que é mágico, posso não vê-los, mas nem por isso eles não estão ali. Nunca vi um extraterrestre, e nem por isso as pessoas falam que eles não existem. Os cientistas até se matam em procurá-los. Então, qual o problema de acreditar em fadas e anjos?
Eu ainda acho que o monstro do Lago Ness mora lá no fundo do lago, em alguma caverna bem escondida, e que está zombando de nossa cara, humanos presunçosos, que acham que tudo é mentira, fantasia da imaginação de muitos.
E vivam as fadas! \o/




Bejoo :*

GUILHERME PIÃO disse...

Sonhar é ótimo.
Quando criança o meu herói favorito era o Zorro, mas o do cavalo branco amigo do Tonto, depois que ganhei a fantasia lembro que fiquei enchendo o meu pai pois queria um cavalo tambem...ehehe
Ótimos tempos.
Abraços

Thiago Damião disse...

Acho que todo mundo quando criança queria ser um super-herói ou algo assim, que instiga o pensamento ao lado bom da vida, de fazer coisas boas e essa é a função do herói mesmo, no caso do brasil nossos heróis são silvio santos, pelé, xuxa, entre outros míseros heróis

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com