“Um segundo a mais”



O relógio é algo de tamanha eficiência. O mundo gira e o relógio “acompanha”. Os dias estão resumidos em apenas 24 horas, 60 minutos e muitos segundos. Mas e se tivéssemos um segundo a mais no último dia do ano? Isso mudaria alguma coisa? Faria-nos alguma diferença?
Sei que muitos devem pensar que isso soa sem a menor importância, mas talvez mude muita coisa na vida de alguém. Na vida de um atleta, correr sempre foi tudo, e se por apenas um segundo ele se atrasasse? Estaria perdido. Na vida de um empresário, por apenas um segundo ele não fecha aquele negócio do ano, tudo por que outro alguém saiu na frente. Na vida de alguém que estivesse indeciso entre declarar seu amor para outra pessoa. E se por apenas um segundo ela decide se omitir e outro alguém resolve passar na frente? E se por apenas um segundo a vida simplesmente acabar?
Estamos sujeitos a qualquer coisa. Acredito sim que haja inúmeras pessoas que optaram por esquecer esta história de um segundo, mas também há aqueles que optaram por seguir suas vidas custe o que custar, e não querem perder nem um segundo sequer da diversão.
Por isso faça o que tiver de fazer, aproveite ao máximo, não se limite a um objeto circular que está alojado na parede ou em cima de uma mesa que gira o tempo todo e que às vezes teima em atrasar. Viva a vida da melhor forma possível e nunca permita que por apenas um segundo, você possa perder.

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Muito obrigado pelo comentário!!!
    Fico muito feliz.
    Como tu descobriu o blog?
    Beijo e sucesso.

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

“Um segundo a mais”

Compartilhar

O relógio é algo de tamanha eficiência. O mundo gira e o relógio “acompanha”. Os dias estão resumidos em apenas 24 horas, 60 minutos e muitos segundos. Mas e se tivéssemos um segundo a mais no último dia do ano? Isso mudaria alguma coisa? Faria-nos alguma diferença?
Sei que muitos devem pensar que isso soa sem a menor importância, mas talvez mude muita coisa na vida de alguém. Na vida de um atleta, correr sempre foi tudo, e se por apenas um segundo ele se atrasasse? Estaria perdido. Na vida de um empresário, por apenas um segundo ele não fecha aquele negócio do ano, tudo por que outro alguém saiu na frente. Na vida de alguém que estivesse indeciso entre declarar seu amor para outra pessoa. E se por apenas um segundo ela decide se omitir e outro alguém resolve passar na frente? E se por apenas um segundo a vida simplesmente acabar?
Estamos sujeitos a qualquer coisa. Acredito sim que haja inúmeras pessoas que optaram por esquecer esta história de um segundo, mas também há aqueles que optaram por seguir suas vidas custe o que custar, e não querem perder nem um segundo sequer da diversão.
Por isso faça o que tiver de fazer, aproveite ao máximo, não se limite a um objeto circular que está alojado na parede ou em cima de uma mesa que gira o tempo todo e que às vezes teima em atrasar. Viva a vida da melhor forma possível e nunca permita que por apenas um segundo, você possa perder.

1 comentários:

Lucho disse...

Muito obrigado pelo comentário!!!
Fico muito feliz.
Como tu descobriu o blog?
Beijo e sucesso.

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com