Auto divulgação de um cãozinho sem dono

Com apenas uma olhadinha todos se apaixonam. Com apenas um beijinho (lambidinha), todos enlouquecem. Com apenas um gesto ou intenção de brincar todos ficam deslumbrados comigo. Isso me ocorre todos os dias. Dizem me amar, que fariam qualquer coisa por mim, mas nunca me levam para casa. Não sei mais o que me falta fazer.
Posso dizer que me sinto bem, sabe. Sou um cachorro bacana. Tenho que dizer que tenho amigos, claro, não muitos, mas alguns. Uma parte de mim, é com total certeza que falo, é deles. Sou simpático, elegante, bonito posso dizer. E aí, vai me levar para sua casa? É, tudo bem, ainda não consegui te convencer por completo. Sou muito apreciado e respeitado pelas senhoritas da redondeza, tenho que admitir, sei cuidar de crianças. Se eu já tive filhos? Não, claro que não, sou solteiro por completo. Sem namorada, esposa, filhos, enfim, nada mesmo.
Não sou cheio de frescuras não, gosto de conforto e mordomias como todo mundo, mas também sei viver sem isso. Não lavo, não passo, não cozinho, mas minha senhora, pode acreditar, se me levar para sua casa juro ser o mais fiel e companheiro possível. Já estou lhe convencendo não é? Sei, sei, percebi isso logo depois de você sorrir.
Tenho que lhe dizer que não abandono meus amigos, sem chance, isso não faço de jeito algum, mas se você permitir, eles poderão ir até a nossa casa me ver. Ta e aí, vai me levar pra casa ou não vai?
Sou um cachorrinho fofo, de pêlos curtos ou compridos, isso depende. Posso até ter várias cores, posso também ter algumas pulgas e estar um pouquinho sujo, mas isso acaba se você me der um bom banho.
Enfim, não tenho tudo o que quero, pois me faltam um lar e uma família. Não sou alguém de sobrenome renomado, pois ainda me faltam um lar e uma família. Não tenho raça tipo labrador, pitbul, entre outras, porque nunca fui ao veterinário, porque continuo sem um lar e uma família.
Mas e aí, vai me adotar como seu cãozinho amado?
Minha senhora, não tenho muita coisa nessa vida, já fiz até coisas erradas para viver, mas de uma coisa eu garanto, o que não me falta é “mi glamour”. E aí, ta me adotando?


*Cachorros e gatos de rua continuam sendo animais. Apesar de estarem nas ruas, eles continuam tendo sentimentos e também merecem ser adotado.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

sábado, 10 de janeiro de 2009

Auto divulgação de um cãozinho sem dono

Compartilhar Com apenas uma olhadinha todos se apaixonam. Com apenas um beijinho (lambidinha), todos enlouquecem. Com apenas um gesto ou intenção de brincar todos ficam deslumbrados comigo. Isso me ocorre todos os dias. Dizem me amar, que fariam qualquer coisa por mim, mas nunca me levam para casa. Não sei mais o que me falta fazer.
Posso dizer que me sinto bem, sabe. Sou um cachorro bacana. Tenho que dizer que tenho amigos, claro, não muitos, mas alguns. Uma parte de mim, é com total certeza que falo, é deles. Sou simpático, elegante, bonito posso dizer. E aí, vai me levar para sua casa? É, tudo bem, ainda não consegui te convencer por completo. Sou muito apreciado e respeitado pelas senhoritas da redondeza, tenho que admitir, sei cuidar de crianças. Se eu já tive filhos? Não, claro que não, sou solteiro por completo. Sem namorada, esposa, filhos, enfim, nada mesmo.
Não sou cheio de frescuras não, gosto de conforto e mordomias como todo mundo, mas também sei viver sem isso. Não lavo, não passo, não cozinho, mas minha senhora, pode acreditar, se me levar para sua casa juro ser o mais fiel e companheiro possível. Já estou lhe convencendo não é? Sei, sei, percebi isso logo depois de você sorrir.
Tenho que lhe dizer que não abandono meus amigos, sem chance, isso não faço de jeito algum, mas se você permitir, eles poderão ir até a nossa casa me ver. Ta e aí, vai me levar pra casa ou não vai?
Sou um cachorrinho fofo, de pêlos curtos ou compridos, isso depende. Posso até ter várias cores, posso também ter algumas pulgas e estar um pouquinho sujo, mas isso acaba se você me der um bom banho.
Enfim, não tenho tudo o que quero, pois me faltam um lar e uma família. Não sou alguém de sobrenome renomado, pois ainda me faltam um lar e uma família. Não tenho raça tipo labrador, pitbul, entre outras, porque nunca fui ao veterinário, porque continuo sem um lar e uma família.
Mas e aí, vai me adotar como seu cãozinho amado?
Minha senhora, não tenho muita coisa nessa vida, já fiz até coisas erradas para viver, mas de uma coisa eu garanto, o que não me falta é “mi glamour”. E aí, ta me adotando?


*Cachorros e gatos de rua continuam sendo animais. Apesar de estarem nas ruas, eles continuam tendo sentimentos e também merecem ser adotado.

0 comentários:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com