UTOPIA




Era uma vez uma garotinha bem pequena. Ela habitava um mundo onde ninguém é de ninguém e tudo de mais importante é o que pertence aos outros. Havia uma casinha bem no meio do coraçãozinho daquela garotinha; e nunca havia sido habitado por ninguém. Um dia a garotinha conheceu um garoto. Ela o achou especial e por apenas alguns momentos de juras de amor ela resolveu convidá-lo a morar em seu coração; onde era vazio.
Ele logo aceitou se mudar porque como ele mesmo dizia: “Eu não viverei nem um minuto sequer longe de você!” E assim ele ganhou uma nova moradia. A vida dele aqui fora não era nada interessante. Ele tinha o mundo, mas não tinha ninguém. A garotinha tinha uma vida cheia de surpresas e alegrias, nada lhe faltava, nada lhe era negado, nada lhe era tão especial a ponto de abdicar de tudo para viver somente para determinado elemento; sua vida lhe era dispensável, porém vista de fora, era perfeita e invejada.
Com o tempo as coisas começaram a esfriar. O garoto não se sentia mais tão feliz como no início, e a garotinha, que por causa da tristeza e dos problemas, cresceu e se tornou uma grande garota. Ela tentava por todos os dias fazê-lo sorrir, mas nada mais funcionava. Simplesmente em um dia qualquer, a garota resolveu fazer as coisas mudarem, porque elas tinham que mudar, não havia outra forma de continuar. Então, ela abriu a porta do coração e não falou nada mais, apenas se calou. O garoto foi embora sorrindo e nunca mais voltou.
Os dias se passaram e por muito tempo a grande garota conheceu outros sentimentos como a dor, tristeza, raiva e piedade, e disso ela nunca mais se livrou. O garoto sentiu falta dela por algumas vezes, mas logo a esquecia em meio a outras que lhe ofereciam muito mais que um simples coração cheio de amor e paixão. Hoje ela não é mais como antes, aquela garotinha com seu minúsculo coração, ele não é mais aquele grande garoto com seu enorme ego e acreditando poder ter sempre mais; ela não acredita mais que os garotos podem um dia ser sinceros e ele a quer de volta a qualquer preço; ela não quer voltar a tê-lo, ele a quer sempre de volta; o coração dela renascerá um dia, ele encontrou nele um grande buraco de falta dela que não voltará a se fechar; talvez agora ele aprenda a valorizar um simples sentimento; e logo logo ela voltará a amar.

CONVERSATION

7 comentários:

  1. lindissimo, muito bom mesmo!!!

    o garotinho que va catar coquinho!!!
    e a garota logo encontrará um novo abitante para seu coração, que realmente possa ser merecedor deste "lar"...


    muito LOCO...
    saudações!!!

    ResponderExcluir
  2. na minha opnião,ninguem deve soofrer por uma pessoaque te rejeitou.só falo isso por que nunca fui rejeitado(ainda)

    ResponderExcluir
  3. Lindo o texto! É o paradoxo do crescimento, onde é preciso sofrer para um dia ser feliz, realmente pretendo voltar novamente!
    E obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  4. Belo texto, é autobiográfico ou apenas produto da imaginação mesmo?

    De qualquer forma, muito bom!

    E fico feliz que tenha gostado do meu blog, estou me esforçando para torna-lo o mais divertido e criativo possivel xD

    ... Ah meu, o captcha do teu blog deu a palavra "sperms" pra digitar u_u' captcha tarado :O

    ResponderExcluir
  5. AUTOBIOGRÁFICO? quer dizer que existem pessoas com vidas utópicas e tristes?

    ResponderExcluir
  6. captcha é aquelas palavras que tu tem que digitar antes de postar, pra provar que é uma pessoa real e não um bot largando spam xD

    ai ela coincidentemente largou a combinação de letras "sperms"

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

segunda-feira, 20 de julho de 2009

UTOPIA

Compartilhar


Era uma vez uma garotinha bem pequena. Ela habitava um mundo onde ninguém é de ninguém e tudo de mais importante é o que pertence aos outros. Havia uma casinha bem no meio do coraçãozinho daquela garotinha; e nunca havia sido habitado por ninguém. Um dia a garotinha conheceu um garoto. Ela o achou especial e por apenas alguns momentos de juras de amor ela resolveu convidá-lo a morar em seu coração; onde era vazio.
Ele logo aceitou se mudar porque como ele mesmo dizia: “Eu não viverei nem um minuto sequer longe de você!” E assim ele ganhou uma nova moradia. A vida dele aqui fora não era nada interessante. Ele tinha o mundo, mas não tinha ninguém. A garotinha tinha uma vida cheia de surpresas e alegrias, nada lhe faltava, nada lhe era negado, nada lhe era tão especial a ponto de abdicar de tudo para viver somente para determinado elemento; sua vida lhe era dispensável, porém vista de fora, era perfeita e invejada.
Com o tempo as coisas começaram a esfriar. O garoto não se sentia mais tão feliz como no início, e a garotinha, que por causa da tristeza e dos problemas, cresceu e se tornou uma grande garota. Ela tentava por todos os dias fazê-lo sorrir, mas nada mais funcionava. Simplesmente em um dia qualquer, a garota resolveu fazer as coisas mudarem, porque elas tinham que mudar, não havia outra forma de continuar. Então, ela abriu a porta do coração e não falou nada mais, apenas se calou. O garoto foi embora sorrindo e nunca mais voltou.
Os dias se passaram e por muito tempo a grande garota conheceu outros sentimentos como a dor, tristeza, raiva e piedade, e disso ela nunca mais se livrou. O garoto sentiu falta dela por algumas vezes, mas logo a esquecia em meio a outras que lhe ofereciam muito mais que um simples coração cheio de amor e paixão. Hoje ela não é mais como antes, aquela garotinha com seu minúsculo coração, ele não é mais aquele grande garoto com seu enorme ego e acreditando poder ter sempre mais; ela não acredita mais que os garotos podem um dia ser sinceros e ele a quer de volta a qualquer preço; ela não quer voltar a tê-lo, ele a quer sempre de volta; o coração dela renascerá um dia, ele encontrou nele um grande buraco de falta dela que não voltará a se fechar; talvez agora ele aprenda a valorizar um simples sentimento; e logo logo ela voltará a amar.

7 comentários:

Itamar (japa) disse...

lindissimo, muito bom mesmo!!!

o garotinho que va catar coquinho!!!
e a garota logo encontrará um novo abitante para seu coração, que realmente possa ser merecedor deste "lar"...


muito LOCO...
saudações!!!

fabriciobezerradaguia disse...

na minha opnião,ninguem deve soofrer por uma pessoaque te rejeitou.só falo isso por que nunca fui rejeitado(ainda)

Laís Dias disse...

Lindo o texto! É o paradoxo do crescimento, onde é preciso sofrer para um dia ser feliz, realmente pretendo voltar novamente!
E obrigada pelo comentário!

Coyot disse...

utópico e triste

dominiomarinho disse...

Belo texto, é autobiográfico ou apenas produto da imaginação mesmo?

De qualquer forma, muito bom!

E fico feliz que tenha gostado do meu blog, estou me esforçando para torna-lo o mais divertido e criativo possivel xD

... Ah meu, o captcha do teu blog deu a palavra "sperms" pra digitar u_u' captcha tarado :O

Coyot disse...

AUTOBIOGRÁFICO? quer dizer que existem pessoas com vidas utópicas e tristes?

dominiomarinho disse...

captcha é aquelas palavras que tu tem que digitar antes de postar, pra provar que é uma pessoa real e não um bot largando spam xD

ai ela coincidentemente largou a combinação de letras "sperms"

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com