Timidez crônica


Sim, eu estava vermelha e sim, eu estava sem fala. Todos os meus anos de timidez tinham vindo à tona naquele momento. “Por que você não responde alguma coisa?” – foi à frase que ouvi imediatamente. “Você está tímida, isso quer dizer alguma coisa?” – veio logo em seguida. Imagens se passaram na minha frente, o pouco que restava da minha força de vontade se esvaía pelas pontas dos meus dedos e a voz não queria mais voltar. “Me fala, você sente alguma coisa por mim?” – ele insistia – “Você ficaria comigo? Acha que eu não sou o cara certo pra você?” – e uma chuva de perguntas voltava. Então, simplesmente, olhei em seus olhos, mesmo nunca tendo conseguido encarar alguém por tantos segundos, mas me fixei neles. Sorri, tentando camuflar aquela cor do meu rosto que insistia em ficar mais forte a cada minuto, então, eu respondi. “Eu estou muito vermelha, e fico dessa forma com muita freqüência, você não sabe como. Porém, só fico dessa forma quando algo ou alguém interessante me deixa desconcertada, e no momento esse alguém interessante é você. Sim, eu sinto algo por você. Algo que não posso medir, mas se você insistisse eu poderia dizer que o meu amor por você é do tamanho do mundo, dando várias voltas seguidas. E se eu ficaria com você? Acho que não, uma vez, duas, não, seria pouco, muito pouco, e dessa forma eu ira me embriagar com esse sentimento sem tamanho e denominado amor. E por fim, eu pergunto, você se acha o cara certo pra mim? Acredita que pode me deixar sem fala a cada frase, me surpreender a cada dia e me amar a cada momento? Realmente, eu gosto mesmo de você.

CONVERSATION

3 comentários:

  1. Aiii que lindoo ;)

    Eu amei Ju, até pq será que ele realmente te merece? ;) Ótimo!

    ResponderExcluir
  2. bem, no fim ela conseguiu vencer a timidez...

    Sei bem como esse bicho nos prende. MAs eu estou aprendendo a deixar a timidez de lado, eu acho.

    Belo texto.

    :]

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ser tímida ela foi muito corajosa de dizer isso tudo, belo texto (:

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

sábado, 29 de maio de 2010

Timidez crônica

Compartilhar
Sim, eu estava vermelha e sim, eu estava sem fala. Todos os meus anos de timidez tinham vindo à tona naquele momento. “Por que você não responde alguma coisa?” – foi à frase que ouvi imediatamente. “Você está tímida, isso quer dizer alguma coisa?” – veio logo em seguida. Imagens se passaram na minha frente, o pouco que restava da minha força de vontade se esvaía pelas pontas dos meus dedos e a voz não queria mais voltar. “Me fala, você sente alguma coisa por mim?” – ele insistia – “Você ficaria comigo? Acha que eu não sou o cara certo pra você?” – e uma chuva de perguntas voltava. Então, simplesmente, olhei em seus olhos, mesmo nunca tendo conseguido encarar alguém por tantos segundos, mas me fixei neles. Sorri, tentando camuflar aquela cor do meu rosto que insistia em ficar mais forte a cada minuto, então, eu respondi. “Eu estou muito vermelha, e fico dessa forma com muita freqüência, você não sabe como. Porém, só fico dessa forma quando algo ou alguém interessante me deixa desconcertada, e no momento esse alguém interessante é você. Sim, eu sinto algo por você. Algo que não posso medir, mas se você insistisse eu poderia dizer que o meu amor por você é do tamanho do mundo, dando várias voltas seguidas. E se eu ficaria com você? Acho que não, uma vez, duas, não, seria pouco, muito pouco, e dessa forma eu ira me embriagar com esse sentimento sem tamanho e denominado amor. E por fim, eu pergunto, você se acha o cara certo pra mim? Acredita que pode me deixar sem fala a cada frase, me surpreender a cada dia e me amar a cada momento? Realmente, eu gosto mesmo de você.

3 comentários:

Juliana disse...

Aiii que lindoo ;)

Eu amei Ju, até pq será que ele realmente te merece? ;) Ótimo!

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

bem, no fim ela conseguiu vencer a timidez...

Sei bem como esse bicho nos prende. MAs eu estou aprendendo a deixar a timidez de lado, eu acho.

Belo texto.

:]

Gêsa disse...

Apesar de ser tímida ela foi muito corajosa de dizer isso tudo, belo texto (:

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com