Alquimista


Foi em um dia daqueles
Você se foi sem dizer adeus
Apenas uma carta amassada embaixo da porta
Você se foi e eu continuo a entender o porquê da vida continuar aqui fora.

Você se foi e deixou um vazio
O lugar que você ocupou já está frio
E eu não tento mais sorrir
Não tenho coragem de sair desse ônibus e encarar a multidão de rostos lá fora.

Como em um romance americano você fez o oposto
Não sorriu, não disse uma palavra e não em beijou uma última vez
Não ouvi min ha trilha sonora de abandono soando em meus ouvidos
Eu passo diversas vezes pelas ruas a sua procura, mas eu ainda não tenho coragem de ir lá fora.

Hoje o céu está encoberto por nuvens grossas,
A tempestade não resolveu nos agraciar com sua força,
Você vai deixar saudades, o bilhete continuará no mesmo lugar, para eu lembrar da sua ideia de amor.
"E a vida continua para nós".

Então aqui vou eu,
Continuando o que você começou,
Espero que este ônubs não pare em lugar algum,
Eu quero ainda conseguir voltar para casa...
Mas onde é mesmo? Não é aquela que nós construimos com sorrisos e amor?
Não é aquela que o jardim possui cachoeiras inventadas por nós?
Não é aquela que a fachada escrito "Lar doce lar" foi feita de chocolate?

"E a vida continua para nós"
Tentarei sorrir e persistir nesse objetivo abstrato.
"E a vida continuará para você".


---------------------------------------------------------------------------------------------
Pauta para o projeto Créativité.

CONVERSATION

2 comentários:

  1. Continua, cada um na sua.

    É triste, mas a vida continua após um término de amor. Pois vamos amar muito ainda...
    Não se ama só uma vez na vida...

    Belo post.

    ResponderExcluir
  2. adorei o seu blog! passa no meu? seguindoo
    XX

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Alquimista

Compartilhar
Foi em um dia daqueles
Você se foi sem dizer adeus
Apenas uma carta amassada embaixo da porta
Você se foi e eu continuo a entender o porquê da vida continuar aqui fora.

Você se foi e deixou um vazio
O lugar que você ocupou já está frio
E eu não tento mais sorrir
Não tenho coragem de sair desse ônibus e encarar a multidão de rostos lá fora.

Como em um romance americano você fez o oposto
Não sorriu, não disse uma palavra e não em beijou uma última vez
Não ouvi min ha trilha sonora de abandono soando em meus ouvidos
Eu passo diversas vezes pelas ruas a sua procura, mas eu ainda não tenho coragem de ir lá fora.

Hoje o céu está encoberto por nuvens grossas,
A tempestade não resolveu nos agraciar com sua força,
Você vai deixar saudades, o bilhete continuará no mesmo lugar, para eu lembrar da sua ideia de amor.
"E a vida continua para nós".

Então aqui vou eu,
Continuando o que você começou,
Espero que este ônubs não pare em lugar algum,
Eu quero ainda conseguir voltar para casa...
Mas onde é mesmo? Não é aquela que nós construimos com sorrisos e amor?
Não é aquela que o jardim possui cachoeiras inventadas por nós?
Não é aquela que a fachada escrito "Lar doce lar" foi feita de chocolate?

"E a vida continua para nós"
Tentarei sorrir e persistir nesse objetivo abstrato.
"E a vida continuará para você".


---------------------------------------------------------------------------------------------
Pauta para o projeto Créativité.

2 comentários:

Erica Ferro disse...

Continua, cada um na sua.

É triste, mas a vida continua após um término de amor. Pois vamos amar muito ainda...
Não se ama só uma vez na vida...

Belo post.

Deborah Sampaio disse...

adorei o seu blog! passa no meu? seguindoo
XX

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com