Quebra de contrato


Muitas pessoas já passaram por situações parecidas, no caso, assinaram um contrato e não leram as letras menores, aquelas mesmo logo abaixo de todo o blá, blá, blá ne negócios. Bem, cada situação nos ensina muitas coisas, sério, são pratos cheios de ensinamentos, e claro, só aproveita quem realmente quer se dar bem.

Então lá vai você todo feliz pra fechar aquele 'tal' negócio dos sonhos, sim, você pensou muito e percebeu que sempre quis fechar aquele acordo e adquirir o prêmio. Pois bem, você pega o documento, olha tudo, fingindo entender alguma coisa, mas está na maior expectativa, apenas isso, então você não lê nada e assina a última linha. Sai satisfeito porque adquiriu algo de maior valor, até que tudo se desenrola e você nao sabe mais o que fazer ára se livrar de tamanha encrenca.

Os dias vão passando e você não sabe nada a respeito disso, apenas ouve conhecidos falarem que no inicio é tudo as mil maravilhas, e você discorda e afirma piamente que será para a vida toda assim. Mas tudo bem, você ainda não é veterano nisso, não sabe como funcionam certas regras dos negócios, e leva tudo na maior felicidade e amor.

Os meses foram passando e você se encontra totalmente, perdidamente apaixonada por aquele elemento que adquiriu no negócio, e não sabe mais viver sem ele. Até q1ue um dia, alguém lhe tira seu tapete e lhe faz acordar e ver que o mundo das economias não dispõe de que você possa dar mais e receber menos, porque não é assim que as coisas funcionam. Você acabaria na miséria outra vez, assim como entrou. E você não quer sair ferido e sem grana para nada, não é? Nem para comprar um remedinho para dor de cotovelo. Então você impõe todas as suas fichas outra vez, aquelas que restaram, claro, e tenta recomeçar do zero.

Mas com o tempo perdido com os proclames e outros protocolos, você percebe que perdeu algo. Não é mais como antes? Aquele início? Onde se encontra? Pois é, você lembra das palavras das pessoas agora. E teima em não admitir que estava errada naquele tempo. A vida é assim mesmo, apesar de você negar esse fato. As economias nem sempre vão lhe favorecer. Os negócios são favoráveis apenas para quem investe todos os dias neles. Ah, você sempre investiu nele? Então ocorreu um problema aí. Sim, você não leu as letras escritas logo abaixo do contrato. Dizia que tudo seria desfeito em apenas oito meses. Acalme-se querido, as coisas ainda podem ser desfeitas. Você não quer isto? Nem eu, mas a partilha e os prejuizos são fundamentais, ocorrem para todos que fecham um negócio e assinam um contrato.

da próxima vez eu sei que você irá ler as letras logo abaixo do contrato, no canto à esquerda, não é mesmo? mas agora enxugue as lágrimas e reconheça que perdeu, talvez o destino dos negócios preferiu refazer isto, provavelmente percebeu que não daria bons lucros vocês dois juntos. Tente outra vez, e, por favor, não se esqueça de pedir no contrato atenção exclusiva a você, sem dividir com outro alguém, sim. Boa sorte então.

CONVERSATION

8 comentários:

  1. Obrigado por comentar em meu blog.

    adorei o texto, achei muito bem escrito e a analogia foi muito bem feita, adorei

    bjss

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre li as entrelinhas dos contratos que assinei, tanto os de verdade quanto os "de mentira". E garando: valeu a pena. MUITO. A gente precisa ter a garantia dos nossos atos pra poder respirar aliviado depois!

    Nunca mais tinha vindo aqui! Saudades, viu?

    Um beijo :*

    ResponderExcluir
  3. Olá Ju... Aqui quem fala é a Ju House do cacheada e cheia de onda
    eu to num projeto juntamente com minha amiga de levar adiante um sonho antigo que era falar sobre problemas
    femininos, o blog seria como um disconte no cara que fez ela sofrer, e seria uma forma de ajudar alertar ou
    manter a mente de outras mulheres abertas, mostrar do que o amor é feito, é a verdade nua e crua. O nosso
    projeto é de tirar sarro dos acontecimentos, ao invéz de se deprimir e ocupar a mente com besteira a nossa
    idéia é mostrar onde tá o erro no relacionamento na postura da mulher com a vida que está levando.
    Faremos isso também em forma de vlog, que é inclusive uma forma mais rápida de divulgar, porém vamos
    começar por aqui para termos umas histórias, se você tiver algum dilema, conhecer alguém que tenha,
    mande-nos, dá uma olhadinha no nosso post, pode mandar anonimo mesmo pro e-mail, é melhor que invente
    um nome um lugar pra vocês mesmas identificarem a história, no post ou aqui mesmo, porquê faremos
    questão de responder a cada um dos e-mail's.Se quiser divulgar o blog e a idéia eu agradeceria também!


    Beijos sentimentais!

    ResponderExcluir
  4. Certas coisas não podemos decidir, apenas acontecem. Não precisamos assentir, concordar.. Apenas viver.

    ResponderExcluir
  5. ja assinei contratos assim, tive meus dias de estúpido

    ResponderExcluir
  6. Muito interessante o blog !
    Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

    www.bolgdoano.blogspot.com

    Muito Obrigada, desde já !

    ResponderExcluir
  7. Apesar de sempre saber que temos que ler as pequenas letras, quando vem a euforia esquecemos tudo =(


    Boa noite
    Milbeijos

    ResponderExcluir
  8. Que lindo, esse texto é tao amplo,
    dá pra pensar em tantas coisas que fizemo na vida...
    adorei.
    Fazia tempo que nao passava por aqui,
    e pelo jeito perdi muita coisa boa !
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

terça-feira, 12 de abril de 2011

Quebra de contrato

Compartilhar
Muitas pessoas já passaram por situações parecidas, no caso, assinaram um contrato e não leram as letras menores, aquelas mesmo logo abaixo de todo o blá, blá, blá ne negócios. Bem, cada situação nos ensina muitas coisas, sério, são pratos cheios de ensinamentos, e claro, só aproveita quem realmente quer se dar bem.

Então lá vai você todo feliz pra fechar aquele 'tal' negócio dos sonhos, sim, você pensou muito e percebeu que sempre quis fechar aquele acordo e adquirir o prêmio. Pois bem, você pega o documento, olha tudo, fingindo entender alguma coisa, mas está na maior expectativa, apenas isso, então você não lê nada e assina a última linha. Sai satisfeito porque adquiriu algo de maior valor, até que tudo se desenrola e você nao sabe mais o que fazer ára se livrar de tamanha encrenca.

Os dias vão passando e você não sabe nada a respeito disso, apenas ouve conhecidos falarem que no inicio é tudo as mil maravilhas, e você discorda e afirma piamente que será para a vida toda assim. Mas tudo bem, você ainda não é veterano nisso, não sabe como funcionam certas regras dos negócios, e leva tudo na maior felicidade e amor.

Os meses foram passando e você se encontra totalmente, perdidamente apaixonada por aquele elemento que adquiriu no negócio, e não sabe mais viver sem ele. Até q1ue um dia, alguém lhe tira seu tapete e lhe faz acordar e ver que o mundo das economias não dispõe de que você possa dar mais e receber menos, porque não é assim que as coisas funcionam. Você acabaria na miséria outra vez, assim como entrou. E você não quer sair ferido e sem grana para nada, não é? Nem para comprar um remedinho para dor de cotovelo. Então você impõe todas as suas fichas outra vez, aquelas que restaram, claro, e tenta recomeçar do zero.

Mas com o tempo perdido com os proclames e outros protocolos, você percebe que perdeu algo. Não é mais como antes? Aquele início? Onde se encontra? Pois é, você lembra das palavras das pessoas agora. E teima em não admitir que estava errada naquele tempo. A vida é assim mesmo, apesar de você negar esse fato. As economias nem sempre vão lhe favorecer. Os negócios são favoráveis apenas para quem investe todos os dias neles. Ah, você sempre investiu nele? Então ocorreu um problema aí. Sim, você não leu as letras escritas logo abaixo do contrato. Dizia que tudo seria desfeito em apenas oito meses. Acalme-se querido, as coisas ainda podem ser desfeitas. Você não quer isto? Nem eu, mas a partilha e os prejuizos são fundamentais, ocorrem para todos que fecham um negócio e assinam um contrato.

da próxima vez eu sei que você irá ler as letras logo abaixo do contrato, no canto à esquerda, não é mesmo? mas agora enxugue as lágrimas e reconheça que perdeu, talvez o destino dos negócios preferiu refazer isto, provavelmente percebeu que não daria bons lucros vocês dois juntos. Tente outra vez, e, por favor, não se esqueça de pedir no contrato atenção exclusiva a você, sem dividir com outro alguém, sim. Boa sorte então.

8 comentários:

Ronaldo disse...

Obrigado por comentar em meu blog.

adorei o texto, achei muito bem escrito e a analogia foi muito bem feita, adorei

bjss

Tiêgo R. Alencar disse...

Eu sempre li as entrelinhas dos contratos que assinei, tanto os de verdade quanto os "de mentira". E garando: valeu a pena. MUITO. A gente precisa ter a garantia dos nossos atos pra poder respirar aliviado depois!

Nunca mais tinha vindo aqui! Saudades, viu?

Um beijo :*

Chupa Filho da Puta disse...

Olá Ju... Aqui quem fala é a Ju House do cacheada e cheia de onda
eu to num projeto juntamente com minha amiga de levar adiante um sonho antigo que era falar sobre problemas
femininos, o blog seria como um disconte no cara que fez ela sofrer, e seria uma forma de ajudar alertar ou
manter a mente de outras mulheres abertas, mostrar do que o amor é feito, é a verdade nua e crua. O nosso
projeto é de tirar sarro dos acontecimentos, ao invéz de se deprimir e ocupar a mente com besteira a nossa
idéia é mostrar onde tá o erro no relacionamento na postura da mulher com a vida que está levando.
Faremos isso também em forma de vlog, que é inclusive uma forma mais rápida de divulgar, porém vamos
começar por aqui para termos umas histórias, se você tiver algum dilema, conhecer alguém que tenha,
mande-nos, dá uma olhadinha no nosso post, pode mandar anonimo mesmo pro e-mail, é melhor que invente
um nome um lugar pra vocês mesmas identificarem a história, no post ou aqui mesmo, porquê faremos
questão de responder a cada um dos e-mail's.Se quiser divulgar o blog e a idéia eu agradeceria também!


Beijos sentimentais!

Daniela Filipini disse...

Certas coisas não podemos decidir, apenas acontecem. Não precisamos assentir, concordar.. Apenas viver.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

ja assinei contratos assim, tive meus dias de estúpido

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o blog !
Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

www.bolgdoano.blogspot.com

Muito Obrigada, desde já !

'ArianeCas - ' disse...

Apesar de sempre saber que temos que ler as pequenas letras, quando vem a euforia esquecemos tudo =(


Boa noite
Milbeijos

Gika Baptistella ♡ disse...

Que lindo, esse texto é tao amplo,
dá pra pensar em tantas coisas que fizemo na vida...
adorei.
Fazia tempo que nao passava por aqui,
e pelo jeito perdi muita coisa boa !
Beijinhos!

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com