Resenha: De Bagdá com muito amor - Jay Kopelman e Melinda Roth


Título: De Bagdá, com muito amor

Autores: Jay Kopelman e Melinda Roth

Editora: Best Seller

Páginas: 218






Olá, tudo bem?

Hoje eu trouxe a resenha de um livro que eu li há algum tempo. Sempre gostei de livros de cachorros, animais de estimação que sempre foram muito amados e protegidos por suas famílias humanas. Entre os diversos lançados no mercado literário, lembro muito bem do livro Marley e Eu, de John Grogan. lembro que a história rendeu uma excelente venda em todas as livrarias e o filme foi sucesso de bilheteria.
Mas entre tantos livros de animais espertos que parecem humanos de 4 patas, encontrei De Bagdá com muito amor - Jay Kopelman e MelindaRoth. A história me fez chorar, sorrir, ter esperanças, orgulho e muitos outros sentimentos que qualquer bom livro desperta no bom leitor. Então aqui vai a resenha dessa linda história.
Confira!
Lava e o tenente-coronel

Lava quando filhote
Resenha: Em De Bagdá, com muito amor, o tenente-coronel Jay Kopelman e a jornalista Melinda Roth contam, através de uma narrativa emocionante que descreve com realismo as insanas condições da guerra no Iraque, a história real da missão de Kopelman para resgatar um cãozinho do país conflagrado. Um grupo de fuzileiros entra em uma casa abandonada em Faluja, no Iraque. Ao ouvir um ruído suspeito, os soldados destravam as armas, aproximam-se com cautela e se preparam para abrir fogo. Mas o que encontram durante aquele ataque à cidade mais perigosa da Terra? Não é um rebelde vingativo, e sim um cachorrinho que ficou para trás depois que a maior parte da população fugiu para escapar do bombardeio. Apesar dos regulamentos militares que proíbem animais de estimação, os fuzileiros tiram as pulgas do filhote com querosene, eliminam os vermes com fumo de mascar e o alimentam com rações militares. Assim começa a dramática tentativa de resgate de um cão chamado Lava e a história de como o animal salva pelo menos um fuzileiro, o tenente-coronel Jay Kopelman, da devastação emocional causada pela guerra. De Bagdá, com muito amor fala de soldados durões, de correspondentes de guerra e de iraquianos em perigo, contando uma história inesquecível e verdadeira de um bando de improváveis heróis que aprendem com um animalzinho refugiado, sarnento e pulguento, lições inesperadas sobre a vida, a morte, a guerra e, acima de tudo, o amor. Não se trata apenas de um relato comovente sobre o destino de um cachorro, mas da condição humana numa guerra como a do Iraque. De Bagdá, com muito amor tem também o mérito de aproximar as pessoas de um entendimento maior sobre o choque cultural e, principalmente psicológico, que a convivência num ambiente de conflito pode causar ao ser humano. A história foi coberta pela mídia americana, envolveu o Senado, assim como outros órgãos americanos e, entre outras coisas, favoreceu o aumento do número de adoções de animais no ano de 2006 nos EUA.
Para quem não lembra ou não assistiu ao filme Marley e eu, abaixo segue o trailer do filme em versão dublada.
Aqui, vai um vídeo de poucos segundos que encontrei com fotos de Jay-Kopelman (tenente-coronel) e o cachorrinho chamado Lava (De Bagdá).

CONVERSATION

26 comentários:

  1. Também gosto de livros que abordam animais, mas esse parece abordar bem mais do que isso e mostrar a guerra e as pessoas envolvidas nela e com o cãozinho que pode trazer esperança e um pouco de paz para os soldados. Esse livro vai para minha listinha de desejados <3

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéssica. Gosto desse livro porque ele aborda não só os animais, mas o amor que pode surgir em um local mais impróprio, que é a guerra.

      Excluir
  2. Não curto esse tipo de livro \:
    Mas adorei sua resenha, achei muito completa!
    Obrigada pelo carinho de sempre lá no blog *-*

    Beijorejas

    Blog: http://cerejamutanteblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Resenha maravilhosa amei vou assistir esse filme fiquei curiosa
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bom?
    Nossa, misturar guerra com cachorros abandonados é a receita para muitas lágrimas. Eu não conhecia essa história, mas fiquei interessada nesse livro. Todos os soldados envolvidos na guerra também tem uma família e achei muito bonito eles cuidarem desse cachorrinho.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Aline. Chorei muito com essa história mas valeu cada página. =D

      Excluir
  5. Que emocionante! Imagina que a leitura seja excelente! Também gosto muito de leituras de bichinhos mas sou super manteiga derretida com esses livros! rsrs Não conhecia o título e me interessei muito por ele, vou ver se encontro por aqui!! ótima resenha!

    Beijinhos

    Mirelle - meumundoemtonspasteis.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É cheio de surpresas, emoção, e tudo de melhor com o texto. vale a leitura.

      =D

      Excluir
  6. Adorei a resenha , me interessei bastante pelo livro ><
    Beijos
    http://alemdapenteadeiraa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Resenha muito boa ahahahaha, adorei e vou ver o filme :DD, já tô seguindo seu blog :) espero que você possa dar uma passadinha no meu e retribuir :D

    http://cataventodoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Juliana. Vou seguir teu blog, tbm.

      =D

      Excluir
  8. a tempo que li esse livro e não curti tanto assim, mas a forma que o soldado adotou o cachorro é tão <3 que me fez ter um carinho especial pelo livro
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não curtiu? Ah, acontece, isso vai do gênero que tu mais gosta neh.

      =D

      Excluir
  9. Olá, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, também não sei se leria.
    beijos
    http://amandastale.blogspot.com
    http://cartasparaoarcoiris.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Amanda. Acontece de algumas histórias não serem do gênero que preferimos, ou apenas não curtimos. Mas vale conhecer livros e histórias.

      =D

      Excluir
  10. Eu não gosto de livro e filmes assim, por gostar demais! Já explico: Tudo que envolve animais, me deixa mais emotiva. Eu também choro e por isso evito, mas imagino que deve ser legal demais. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paula. Sou apaixonada por animais. Cachorros, então... nem se fala. E, claro, acabo chorando litros toda vez que leio algo sobre eles.
      Tenha um ótimo dia, também.

      =D

      Excluir
  11. Own... fico meio receosa de ler/ver coisas com animais. Se o bichinho sofrer, eu sofro mil vezes mais junto ;(

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hellz, Calma nesse livro o final é feliz. hahaha

      =D

      Excluir
  12. ja estou encantada pelo livro, se tem animais na história fico conquistada

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aee, Thaila. Estou descobrindo que muitos são como eu, loucos por animais. Gostei de ver os recados nesse post.

      =D

      Excluir
  13. Já tinha ouvido falar dessa história, parece ser bonita.

    thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Resenha: De Bagdá com muito amor - Jay Kopelman e Melinda Roth

Compartilhar
Título: De Bagdá, com muito amor

Autores: Jay Kopelman e Melinda Roth

Editora: Best Seller

Páginas: 218






Olá, tudo bem?

Hoje eu trouxe a resenha de um livro que eu li há algum tempo. Sempre gostei de livros de cachorros, animais de estimação que sempre foram muito amados e protegidos por suas famílias humanas. Entre os diversos lançados no mercado literário, lembro muito bem do livro Marley e Eu, de John Grogan. lembro que a história rendeu uma excelente venda em todas as livrarias e o filme foi sucesso de bilheteria.
Mas entre tantos livros de animais espertos que parecem humanos de 4 patas, encontrei De Bagdá com muito amor - Jay Kopelman e MelindaRoth. A história me fez chorar, sorrir, ter esperanças, orgulho e muitos outros sentimentos que qualquer bom livro desperta no bom leitor. Então aqui vai a resenha dessa linda história.
Confira!
Lava e o tenente-coronel

Lava quando filhote
Resenha: Em De Bagdá, com muito amor, o tenente-coronel Jay Kopelman e a jornalista Melinda Roth contam, através de uma narrativa emocionante que descreve com realismo as insanas condições da guerra no Iraque, a história real da missão de Kopelman para resgatar um cãozinho do país conflagrado. Um grupo de fuzileiros entra em uma casa abandonada em Faluja, no Iraque. Ao ouvir um ruído suspeito, os soldados destravam as armas, aproximam-se com cautela e se preparam para abrir fogo. Mas o que encontram durante aquele ataque à cidade mais perigosa da Terra? Não é um rebelde vingativo, e sim um cachorrinho que ficou para trás depois que a maior parte da população fugiu para escapar do bombardeio. Apesar dos regulamentos militares que proíbem animais de estimação, os fuzileiros tiram as pulgas do filhote com querosene, eliminam os vermes com fumo de mascar e o alimentam com rações militares. Assim começa a dramática tentativa de resgate de um cão chamado Lava e a história de como o animal salva pelo menos um fuzileiro, o tenente-coronel Jay Kopelman, da devastação emocional causada pela guerra. De Bagdá, com muito amor fala de soldados durões, de correspondentes de guerra e de iraquianos em perigo, contando uma história inesquecível e verdadeira de um bando de improváveis heróis que aprendem com um animalzinho refugiado, sarnento e pulguento, lições inesperadas sobre a vida, a morte, a guerra e, acima de tudo, o amor. Não se trata apenas de um relato comovente sobre o destino de um cachorro, mas da condição humana numa guerra como a do Iraque. De Bagdá, com muito amor tem também o mérito de aproximar as pessoas de um entendimento maior sobre o choque cultural e, principalmente psicológico, que a convivência num ambiente de conflito pode causar ao ser humano. A história foi coberta pela mídia americana, envolveu o Senado, assim como outros órgãos americanos e, entre outras coisas, favoreceu o aumento do número de adoções de animais no ano de 2006 nos EUA.
Para quem não lembra ou não assistiu ao filme Marley e eu, abaixo segue o trailer do filme em versão dublada.
Aqui, vai um vídeo de poucos segundos que encontrei com fotos de Jay-Kopelman (tenente-coronel) e o cachorrinho chamado Lava (De Bagdá).

26 comentários:

Jéssica Melo disse...

Também gosto de livros que abordam animais, mas esse parece abordar bem mais do que isso e mostrar a guerra e as pessoas envolvidas nela e com o cãozinho que pode trazer esperança e um pouco de paz para os soldados. Esse livro vai para minha listinha de desejados <3

Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"

Brenda Oliveira disse...

Não curto esse tipo de livro \:
Mas adorei sua resenha, achei muito completa!
Obrigada pelo carinho de sempre lá no blog *-*

Beijorejas

Blog: http://cerejamutanteblog.blogspot.com.br/

Nequéren Reis disse...

Resenha maravilhosa amei vou assistir esse filme fiquei curiosa
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Aline Gonçalves disse...

Oie, tudo bom?
Nossa, misturar guerra com cachorros abandonados é a receita para muitas lágrimas. Eu não conhecia essa história, mas fiquei interessada nesse livro. Todos os soldados envolvidos na guerra também tem uma família e achei muito bonito eles cuidarem desse cachorrinho.
Beijos!
http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

Mirelle Marques disse...

Que emocionante! Imagina que a leitura seja excelente! Também gosto muito de leituras de bichinhos mas sou super manteiga derretida com esses livros! rsrs Não conhecia o título e me interessei muito por ele, vou ver se encontro por aqui!! ótima resenha!

Beijinhos

Mirelle - meumundoemtonspasteis.com

✰ Além da penteadeira ✰ disse...

Adorei a resenha , me interessei bastante pelo livro ><
Beijos
http://alemdapenteadeiraa.blogspot.com.br/

Juliana Beatriz disse...

Resenha muito boa ahahahaha, adorei e vou ver o filme :DD, já tô seguindo seu blog :) espero que você possa dar uma passadinha no meu e retribuir :D

http://cataventodoce.blogspot.com.br/

Brubs. disse...

a tempo que li esse livro e não curti tanto assim, mas a forma que o soldado adotou o cachorro é tão <3 que me fez ter um carinho especial pelo livro
http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

O Conto da Amanda disse...

Olá, tudo bem?
Não conhecia esse livro, também não sei se leria.
beijos
http://amandastale.blogspot.com
http://cartasparaoarcoiris.blogspot.com

Juliete Souza disse...

Oi, Jéssica. Gosto desse livro porque ele aborda não só os animais, mas o amor que pode surgir em um local mais impróprio, que é a guerra.

Juliete Souza disse...

=D

Juliete Souza disse...

Obrigada, Nequéren. O livro é ótimo.

Juliete Souza disse...

Sim, Aline. Chorei muito com essa história mas valeu cada página. =D

Juliete Souza disse...

É cheio de surpresas, emoção, e tudo de melhor com o texto. vale a leitura.

=D

Juliete Souza disse...

=D

Juliete Souza disse...

Obrigada, Juliana. Vou seguir teu blog, tbm.

=D

Juliete Souza disse...

Não curtiu? Ah, acontece, isso vai do gênero que tu mais gosta neh.

=D

Juliete Souza disse...

Sim, Amanda. Acontece de algumas histórias não serem do gênero que preferimos, ou apenas não curtimos. Mas vale conhecer livros e histórias.

=D

Paula Lopes disse...

Eu não gosto de livro e filmes assim, por gostar demais! Já explico: Tudo que envolve animais, me deixa mais emotiva. Eu também choro e por isso evito, mas imagino que deve ser legal demais. Tenha um dia abençoado, beijos!

Blog Paisagem de Janela
paisagemdejanela.blogspot.com.br

Juliete Souza disse...

Oi, Paula. Sou apaixonada por animais. Cachorros, então... nem se fala. E, claro, acabo chorando litros toda vez que leio algo sobre eles.
Tenha um ótimo dia, também.

=D

Hellz. disse...

Own... fico meio receosa de ler/ver coisas com animais. Se o bichinho sofrer, eu sofro mil vezes mais junto ;(

beijo
beinghellz.blogspot.com

thaila oliveira disse...

ja estou encantada pelo livro, se tem animais na história fico conquistada

http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Juliete Souza disse...

Oi, Hellz, Calma nesse livro o final é feliz. hahaha

=D

Juliete Souza disse...

Aee, Thaila. Estou descobrindo que muitos são como eu, loucos por animais. Gostei de ver os recados nesse post.

=D

Flávia disse...

Já tinha ouvido falar dessa história, parece ser bonita.

thoughts-little-princess.blogspot.com

Juliete Souza disse...

É muita linda.
=D

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com