Me deixa ser como um pássaro



 
Foto: http://bit.ly/1QckFLy

Sentada na calçada e olhando a multidão ir e vir com a mesma intensidade e desleixo. Talvez desleixo não seja a palavra correta para explicar, mas, só o que vejo é pressa e falta de objetivos. Não falo de objetivos como ir ao trabalho ou a faculdade, mas seguir com seus verdadeiros propósitos e curtir os dias mais lindos de sol que São Pedro poderia comandar. Conhecemos o cara do tempo só de nome e fama, mas, alguém aqui já acordou com um lindo sol lá fora e sorriu por seguir com o seu dia sem dramas? Saiu da cama com os objetivos traçados do que realmente deseja fazer para curtir a vida? Essa é a grande questão que me intriga diariamente: “Por que não curtimos a vida como gostaríamos?”
            Há dois anos decidi fazer a minha primeira tatuagem, mas não sabia muito bem do que queria desenhado na minha pele. Muitas pessoas querem dar “pitacos” sobre melhores locais para um ótimo desenho e que não cause muita dor. Descobri que sempre vai doer e as escolhas são somente minhas pelo desenho e local a ser marcado. Decidi pela minha primeira tatuagem ser com três andorinhas felizes e sonhadoras. Não entendia muito bem o significado, só que elas me chamavam à vida e isso, rapaz, percebi só depois que é o cerne da minha existência, viver. Minha primeira tatuagem foi indolor, rápida e uma ótima experiência de amor entre um desenho e um ser desenhado. Quando me olho no espelho vejo que as andorinhas me chamam a vida e me mostram que para sorrir, basta viver como desejamos. Como diz aquela música do mestre pagodeiro Zeca Pagodinho: “Deixa a vida me levar, vida leva eu...” Até entender o significado dessa música eu cantava só por curtir o som, mas depois das andorinhas descobri que quero ser livre como um pássaro.
            E, se todos nós vivêssemos como em nossos sonhos? Quem dera a criminalidade, doenças e tristezas do mundo não existissem para deixar surgir algo tão bom como os sorrisos. Quando penso que algo me prende, logo me arrisco a correr e correr pra bem longe, porque a vida é rápida demais para não sermos como pássaros. Não importa a idade e as condições físicas, climáticas ou como se encontra Marte, porque para impor desculpas até um carreiro de formigas já proíbe alguém de se movimentar. Pense sempre na Dory, aquele peixinho azul que percorre aventuras Martin, em Procurando Nemo, que sem ter uma boa memória, “continua a andar”. É, amigo, não se deixe encostar-se à poltrona e esquecer da vida lá fora. Seja como as andorinhas, livres e viajantes.

CONVERSATION

3 comentários:

  1. Lindo texto, também queria ser como um pássaro.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Ju, tudo bem contigo ???
    Menina, que texto lindo !!! Simplesmente amei, de verdade, amei, amei, amei esse texto !!!
    Concordo com tudo o que você disse, com cada palavra. Sempre acreditei que devemos viver a vida como sonhamos, com um sorriso no rosto, com o coração leve e com paz em nossos dias. Hoje mais do que nunca eu tento seguir o que meu coração manda, estou tentando trilhar um caminho em que acredito, e quero acordar feliz todos os dias sabendo que estou levando a vida que amo.
    Adorei a reflexão que você fez, é linda e cheia de verdades !!! ^^

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  3. hey, oiiieee, desculpe pela demora ao responder, eu andei bem longe do universo de blogs, sei lá porque razão ridicula, e entendi que me fazia bem estar por aqui, retornei a pouco, vi seu recadinho no meu post, amei ter lido ele, mas fique feliz, pq agora so mantenho aquele blog que vc visitou, espero que continue a me visitar, estou escrevendo alguns contos se vc gostar...

    quanto a seu post, eu tbm sou bem observadora sabe, e imagino tanta coisa na minha cabeça que as vezes me dá medo hahahha mas as pessoas são assim neh, estranhas, o maximo que podemos fazer e apenas viver nossas vidas como queremos, mas saiba que sempre haverá aqueles que vão sempre opinar e dizer o que vc deve ou não fazer, mas é vc quem decide como vai viver sua vida...


    Beijos no ♥ até a próxima

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Me deixa ser como um pássaro

Compartilhar

 
Foto: http://bit.ly/1QckFLy

Sentada na calçada e olhando a multidão ir e vir com a mesma intensidade e desleixo. Talvez desleixo não seja a palavra correta para explicar, mas, só o que vejo é pressa e falta de objetivos. Não falo de objetivos como ir ao trabalho ou a faculdade, mas seguir com seus verdadeiros propósitos e curtir os dias mais lindos de sol que São Pedro poderia comandar. Conhecemos o cara do tempo só de nome e fama, mas, alguém aqui já acordou com um lindo sol lá fora e sorriu por seguir com o seu dia sem dramas? Saiu da cama com os objetivos traçados do que realmente deseja fazer para curtir a vida? Essa é a grande questão que me intriga diariamente: “Por que não curtimos a vida como gostaríamos?”
            Há dois anos decidi fazer a minha primeira tatuagem, mas não sabia muito bem do que queria desenhado na minha pele. Muitas pessoas querem dar “pitacos” sobre melhores locais para um ótimo desenho e que não cause muita dor. Descobri que sempre vai doer e as escolhas são somente minhas pelo desenho e local a ser marcado. Decidi pela minha primeira tatuagem ser com três andorinhas felizes e sonhadoras. Não entendia muito bem o significado, só que elas me chamavam à vida e isso, rapaz, percebi só depois que é o cerne da minha existência, viver. Minha primeira tatuagem foi indolor, rápida e uma ótima experiência de amor entre um desenho e um ser desenhado. Quando me olho no espelho vejo que as andorinhas me chamam a vida e me mostram que para sorrir, basta viver como desejamos. Como diz aquela música do mestre pagodeiro Zeca Pagodinho: “Deixa a vida me levar, vida leva eu...” Até entender o significado dessa música eu cantava só por curtir o som, mas depois das andorinhas descobri que quero ser livre como um pássaro.
            E, se todos nós vivêssemos como em nossos sonhos? Quem dera a criminalidade, doenças e tristezas do mundo não existissem para deixar surgir algo tão bom como os sorrisos. Quando penso que algo me prende, logo me arrisco a correr e correr pra bem longe, porque a vida é rápida demais para não sermos como pássaros. Não importa a idade e as condições físicas, climáticas ou como se encontra Marte, porque para impor desculpas até um carreiro de formigas já proíbe alguém de se movimentar. Pense sempre na Dory, aquele peixinho azul que percorre aventuras Martin, em Procurando Nemo, que sem ter uma boa memória, “continua a andar”. É, amigo, não se deixe encostar-se à poltrona e esquecer da vida lá fora. Seja como as andorinhas, livres e viajantes.

3 comentários:

Aline Patricia disse...

Lindo texto, também queria ser como um pássaro.

http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

Ryoko Bel disse...

Olá Ju, tudo bem contigo ???
Menina, que texto lindo !!! Simplesmente amei, de verdade, amei, amei, amei esse texto !!!
Concordo com tudo o que você disse, com cada palavra. Sempre acreditei que devemos viver a vida como sonhamos, com um sorriso no rosto, com o coração leve e com paz em nossos dias. Hoje mais do que nunca eu tento seguir o que meu coração manda, estou tentando trilhar um caminho em que acredito, e quero acordar feliz todos os dias sabendo que estou levando a vida que amo.
Adorei a reflexão que você fez, é linda e cheia de verdades !!! ^^

Beijinhos
Hear the Bells

Sayuri Okamoto disse...

hey, oiiieee, desculpe pela demora ao responder, eu andei bem longe do universo de blogs, sei lá porque razão ridicula, e entendi que me fazia bem estar por aqui, retornei a pouco, vi seu recadinho no meu post, amei ter lido ele, mas fique feliz, pq agora so mantenho aquele blog que vc visitou, espero que continue a me visitar, estou escrevendo alguns contos se vc gostar...

quanto a seu post, eu tbm sou bem observadora sabe, e imagino tanta coisa na minha cabeça que as vezes me dá medo hahahha mas as pessoas são assim neh, estranhas, o maximo que podemos fazer e apenas viver nossas vidas como queremos, mas saiba que sempre haverá aqueles que vão sempre opinar e dizer o que vc deve ou não fazer, mas é vc quem decide como vai viver sua vida...


Beijos no ♥ até a próxima

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com