RESENHA: Em Um Bosque Muito Escuro - Ruth Ware

Olá, pessoas!!

A resenha de hoje começa com um questionamento: O que você faria se fosse convidado para uma despedida de solteira, de sua ex-melhor amiga, a qual você não mantém contato há mais de dez anos?

Assista ao vídeo e tente pensar na melhor resposta para essa pergunta!

************************************************************

Em um bosque muito escuro
Livro: Em um bosque muito escuro
Autora: Ruth Ware
Editora: Rocco
Ano: 2016
Páginas: 288
Você pode comprar: Saraiva;

Sinopse: “Em um bosque muito escuro” é narrado por uma escritora reclusa que aceita o convite para a despedida de solteira de uma amiga de escola com a qual não tinha contato há anos. Quarenta e oito horas depois de chegar ao local da festa, uma casa de campo isolada, ela desperta numa cama de hospital, com a devastadora certeza de que alguém está morto. E mais do que tentar lembrar o que aconteceu no fatídico fim de semana, precisa descobrir o que fez. Com uma atmosfera inquietante em que segredos do passado são revelados aos poucos e as relações se constroem pelo entrelaçamento de admiração, carinho, inveja e ressentimentos, Ruth Ware entrega um thriller arrebatador, que não à toa a colocou entre os principais nomes do novo suspense feminino, como Sophie Hannah e Gillian Flynn. Em um bosque muito escuro será adaptado para o cinema por Reese Whiterspoon.

************************************************************

 Resenha: Imagine que você respondeu a pergunta no topo da página, como SIM. Você é levado para uma cabana no meio da floresta, com pessoas que você não tem mais contato há algum tempo e começa a achar coisas muito estranhas. Com o tempo você descobre que as pessoas mudam. Sim, você também mudou. O homem da sua vida, que você nunca se esqueceu, vai casar com sua ex-melhor amiga. Seu mundo desaba e você só tem que aguentar mais um tempo naquela cabana cercada de pessoas estranhas e, claro, continuar a sorrir.

A personagem principal, Leonora - Nora, como prefere ser chamada - aceita o convite de ir para a despedida de solteira da Clare, sua ex-melhor amiga dos tempos da escola. Atualmente, fazem 10 anos que as duas não se encontram, e algo diz para Nora não seguir por esse caminho, mas ela aceita a proposta. Pensa, é só alguns dias, quem sabe seja melhor ela ir, pois eram amigas. 

As coisas começam a ficar estranhas no momento em que a noiva é a última a chegar, e sua amiga, até então desconhecida, Flo, decide organizar a melhor despedida do século. A possessividade da Flo é estranha. O ambiente é convidativo para energias negativas. As pessoas não conseguem se entrosar. 

"Finalmente a lista ficou pronta. Clare, Flo, Melanie, Tom (resposta da Nina para mim: ???), Nina e eu. Só seis pessoas. Não parecia muito para alguém tão popular como Clare. Pelo menos tão popular como era na escola. Mas realmente o convite foi em cima da hora."
 O primeiro jogo entre amigos sugerido pela organizadora do evento, Flo, é o jogo da verdade, ou quase isso. Eles tem que dizer coisas que nunca fizeram. Para Nora, o assunto proibido é sobre o término no ensino médio com o ex-namorado. Ninguém sabe o que aconteceu e ela não quer dar pistas para o azar. Justamente esse assunto é mencionado em uma das perguntas à Nora, e ela surta e não quer responder. O clima pesa e fica cada vez mais tenso e a brincadeira acaba.

Outras brincadeiras surgem, assim como a noiva, com piadinhas e insinuações desagradáveis. O melhor fim de semana torna-se um filme de horror. Brigas se iniciam e rusgas do passado voltam à tona. O que fazer para apagar o fogo? Chega a grande noite em que tudo acontece.

"As pessoas não mudam Elas só ficam mais habilidosas para esconder o que realmente são."

Em uma noite, escuta-se um barulho de invasor na escada. Todos correm e procuram saber o que está acontecendo. O barulho aumenta, assim como o medo de todos. Surge Flo com a arma - sem munição - que fica na casa - que é da sua tia. Ela dispara. Seria ela ou outra pessoa? Ninguém sabe, só se ouve um gemido e alguém caindo da escada. Nora corre pra ver, assim como Nina e descobrem que é o noivo da Clare, e ex-namorado da Nora. O pavor surge no rosto de todos, principalmente da Nora por não saber que ele era o noivo. O passado volta como uma explosão para ela e as peças do quebra-cabeça volta s ficar separadas.

Quem atirou no noivo? Ele morreu?
Tem um assassino entre o grupo?

O final do livro é surpreendente. Eu não conseguia descobrir quem era o assassino no grupo, pois durante a história as coisas se tornavam cada vez mais estranha. Posso garantir que o suspense é o melhor nessa história e vale e muito a leitura.

Publicado pela Editora Rocco, “Em um bosque muito escuro” faz parte da coleção Luz Negra, uma série com títulos de suspense focados no aspecto psicológico e ambiguidade dos personagens. O kit preparado pela editora para divulgar o livro é in-crí-vel! Veio com um véu macabro ensanguentado, um convite personalizado para a despedida de solteiro e uma taça com o selinho Luz Negra.

CONVERSATION

8 comentários:

  1. ooi ainda não conhecia o livro,mas não curto o gênero beeijos :*
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Letícia.

    O livro é muito bom, eu gosto desse gênero.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Juliete.
    Eu adoro um bom livro de suspense e esse já entrou para minha lista. Assim que der eu vou comprar para ler. Agora respondendo a sua pergunta, minha resposta é não. Eu nunca iria para um lugar assim e ainda mais comemorar algo de alguém que nem é mais minha amiga.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    O livro tem uma premissa muito boa!
    Adoro esse gênero e o livro parece ser muito instigante!
    Beijos! Estou te seguindo.
    teattimee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Juliete!
    A sua experiencia foi bem melhor do que a minha. Eu achei a história toda meio forçada, sabe? Achei que as justificativas de todos os personagens eram fracas para as coisas que eles fizeram. Mas o ritmo é bom, né? A leitura flui rápido.
    Ah...você perguntou lá no blog sobre "Antes que eu vá" e porque ele está na lista de lançamentos da Intrinseca. É que a editora está relançando o livro este mês, já que em março o filme chega aos cinemas. A capa, porém, permanece a mesma.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sil. Eu também acho que não iria, não. Hoje em dia as coisas estão muito loucas, eu que não iria correr esse risco hehe.

    ResponderExcluir
  7. Loysla, já estou te seguindo também!

    ResponderExcluir
  8. Mariana, em alguns pontos eu achei que fizeram uma grande novela pra pouco assunto. Tipo, sobre o ex-namorado da Nora. Mas, no final eu achei bem bacana.

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

RESENHA: Em Um Bosque Muito Escuro - Ruth Ware

Compartilhar Olá, pessoas!!

A resenha de hoje começa com um questionamento: O que você faria se fosse convidado para uma despedida de solteira, de sua ex-melhor amiga, a qual você não mantém contato há mais de dez anos?

Assista ao vídeo e tente pensar na melhor resposta para essa pergunta!

************************************************************

Em um bosque muito escuro
Livro: Em um bosque muito escuro
Autora: Ruth Ware
Editora: Rocco
Ano: 2016
Páginas: 288
Você pode comprar: Saraiva;

Sinopse: “Em um bosque muito escuro” é narrado por uma escritora reclusa que aceita o convite para a despedida de solteira de uma amiga de escola com a qual não tinha contato há anos. Quarenta e oito horas depois de chegar ao local da festa, uma casa de campo isolada, ela desperta numa cama de hospital, com a devastadora certeza de que alguém está morto. E mais do que tentar lembrar o que aconteceu no fatídico fim de semana, precisa descobrir o que fez. Com uma atmosfera inquietante em que segredos do passado são revelados aos poucos e as relações se constroem pelo entrelaçamento de admiração, carinho, inveja e ressentimentos, Ruth Ware entrega um thriller arrebatador, que não à toa a colocou entre os principais nomes do novo suspense feminino, como Sophie Hannah e Gillian Flynn. Em um bosque muito escuro será adaptado para o cinema por Reese Whiterspoon.

************************************************************

 Resenha: Imagine que você respondeu a pergunta no topo da página, como SIM. Você é levado para uma cabana no meio da floresta, com pessoas que você não tem mais contato há algum tempo e começa a achar coisas muito estranhas. Com o tempo você descobre que as pessoas mudam. Sim, você também mudou. O homem da sua vida, que você nunca se esqueceu, vai casar com sua ex-melhor amiga. Seu mundo desaba e você só tem que aguentar mais um tempo naquela cabana cercada de pessoas estranhas e, claro, continuar a sorrir.

A personagem principal, Leonora - Nora, como prefere ser chamada - aceita o convite de ir para a despedida de solteira da Clare, sua ex-melhor amiga dos tempos da escola. Atualmente, fazem 10 anos que as duas não se encontram, e algo diz para Nora não seguir por esse caminho, mas ela aceita a proposta. Pensa, é só alguns dias, quem sabe seja melhor ela ir, pois eram amigas. 

As coisas começam a ficar estranhas no momento em que a noiva é a última a chegar, e sua amiga, até então desconhecida, Flo, decide organizar a melhor despedida do século. A possessividade da Flo é estranha. O ambiente é convidativo para energias negativas. As pessoas não conseguem se entrosar. 

"Finalmente a lista ficou pronta. Clare, Flo, Melanie, Tom (resposta da Nina para mim: ???), Nina e eu. Só seis pessoas. Não parecia muito para alguém tão popular como Clare. Pelo menos tão popular como era na escola. Mas realmente o convite foi em cima da hora."
 O primeiro jogo entre amigos sugerido pela organizadora do evento, Flo, é o jogo da verdade, ou quase isso. Eles tem que dizer coisas que nunca fizeram. Para Nora, o assunto proibido é sobre o término no ensino médio com o ex-namorado. Ninguém sabe o que aconteceu e ela não quer dar pistas para o azar. Justamente esse assunto é mencionado em uma das perguntas à Nora, e ela surta e não quer responder. O clima pesa e fica cada vez mais tenso e a brincadeira acaba.

Outras brincadeiras surgem, assim como a noiva, com piadinhas e insinuações desagradáveis. O melhor fim de semana torna-se um filme de horror. Brigas se iniciam e rusgas do passado voltam à tona. O que fazer para apagar o fogo? Chega a grande noite em que tudo acontece.

"As pessoas não mudam Elas só ficam mais habilidosas para esconder o que realmente são."

Em uma noite, escuta-se um barulho de invasor na escada. Todos correm e procuram saber o que está acontecendo. O barulho aumenta, assim como o medo de todos. Surge Flo com a arma - sem munição - que fica na casa - que é da sua tia. Ela dispara. Seria ela ou outra pessoa? Ninguém sabe, só se ouve um gemido e alguém caindo da escada. Nora corre pra ver, assim como Nina e descobrem que é o noivo da Clare, e ex-namorado da Nora. O pavor surge no rosto de todos, principalmente da Nora por não saber que ele era o noivo. O passado volta como uma explosão para ela e as peças do quebra-cabeça volta s ficar separadas.

Quem atirou no noivo? Ele morreu?
Tem um assassino entre o grupo?

O final do livro é surpreendente. Eu não conseguia descobrir quem era o assassino no grupo, pois durante a história as coisas se tornavam cada vez mais estranha. Posso garantir que o suspense é o melhor nessa história e vale e muito a leitura.

Publicado pela Editora Rocco, “Em um bosque muito escuro” faz parte da coleção Luz Negra, uma série com títulos de suspense focados no aspecto psicológico e ambiguidade dos personagens. O kit preparado pela editora para divulgar o livro é in-crí-vel! Veio com um véu macabro ensanguentado, um convite personalizado para a despedida de solteiro e uma taça com o selinho Luz Negra.

8 comentários:

Letícia Olegario disse...

ooi ainda não conhecia o livro,mas não curto o gênero beeijos :*
www.bellapagina.blogspot.com.br

Juliete Souza disse...

Oi, Letícia.

O livro é muito bom, eu gosto desse gênero.

Sil disse...

Olá, Juliete.
Eu adoro um bom livro de suspense e esse já entrou para minha lista. Assim que der eu vou comprar para ler. Agora respondendo a sua pergunta, minha resposta é não. Eu nunca iria para um lugar assim e ainda mais comemorar algo de alguém que nem é mais minha amiga.

Prefácio

Loysla Lara disse...

Olá!
O livro tem uma premissa muito boa!
Adoro esse gênero e o livro parece ser muito instigante!
Beijos! Estou te seguindo.
teattimee.blogspot.com.br

Mariana Fontana Szewkies disse...

Oi Juliete!
A sua experiencia foi bem melhor do que a minha. Eu achei a história toda meio forçada, sabe? Achei que as justificativas de todos os personagens eram fracas para as coisas que eles fizeram. Mas o ritmo é bom, né? A leitura flui rápido.
Ah...você perguntou lá no blog sobre "Antes que eu vá" e porque ele está na lista de lançamentos da Intrinseca. É que a editora está relançando o livro este mês, já que em março o filme chega aos cinemas. A capa, porém, permanece a mesma.
Beijos,
alemdacontracapa.blogspot.com

Juliete Souza disse...

Oi, Sil. Eu também acho que não iria, não. Hoje em dia as coisas estão muito loucas, eu que não iria correr esse risco hehe.

Juliete Souza disse...

Loysla, já estou te seguindo também!

Juliete Souza disse...

Mariana, em alguns pontos eu achei que fizeram uma grande novela pra pouco assunto. Tipo, sobre o ex-namorado da Nora. Mas, no final eu achei bem bacana.

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com