RESENHA: Maria e Eu - Vanda Amorim

Faz, aproximadamente, um mês que ganhei um livro para avaliação da autora Vanda Amorim. Quando recebi pelo correio eu percebi que era uma grande história que eu tinha em mãos e, conforme fui lendo, descobri que era muito mais que uma história, mas, sim, uma lição de vida.

O livro Maria e Eu - Os gritos do meu silêncio conta uma história chocante e emocionada sobre uma jovem que luta durante toda a sua vida para ter um final feliz, porém, as coisas tornam-se muito difíceis.


Confira as informações sobre o livros.

Livro: Maria e Eu
Autora: Vanda Amorim
Editora: Letramento
Páginas: 144 

Resenha: A personagem principal do texto chama-se Maria. Ela mora em um bairro - favela - onde o que impera é a falta de comida, higiene, dinheiro, amor e por aí vai. Ela mora com a mãe e o padrasto em uma casa pequena que é a mãe que garante o sustento e o alimento diário na mesa. Ela trabalha como faxineira e o padrasto não faz nada além de beber e dormir em casa.

Pelas frestas das tábuas de madeira que cobrem os parcos cômodos da casa, ela vê uma vida feliz, mesmo sob muitas dificuldades, onde o amor está na troca de palavras e gestos. Ela sonha em ser feliz. Aos oito anos o padrasto começou uma história de agressão e abusos com a garota. Ela não tinha ninguém para defendê-la, por isso aguentou o máximo que conseguiu. Passados os anos, os abusos tornaram-se mais fortes, seguidos de violência física e verbal, onde a mãe omitia que não via os acontecimentos, só se sentia enciumada da filha de 14 anos. Faltando um dia para completar 14 anos, ela acordou e se sentiu mal, com dores, enjoos, e tonturas. O padrasto, sabendo do ocorrido, contou para a esposa que a jovem estava grávida, porém, omitiu que o filho era seu, no entanto, inventou que a garota mantinha relações com diversos jovens da região, sendo um deles o pai do bebê. Após essa mentira, a mãe ordenou que a filha fosse embora de casa, não importando para onde ou se teria alimentos e cobertores, mas deveria sumir de sua vista.

Com isso, se foram momentos difíceis, sendo falta de comida e dinheiro os mais graves. Um dia, a Maria teve sorte em encontrar uma mulher, proprietária de um quiosque, que lhe deu emprego e tudo mais que lhe faltava. Foi um sonho realizado. Com os dias correndo, a jovem confidenciou que estava esperando um bebê, mas que não iria querê-lo após o nascimento, por isso decidiu entregá-lo para adoção. Após seguir com a decisão, a jovem deu à luz a uma menina, mas não quis levá-la com ela. Após três meses, ela é chamada para doar um rim para o bebê, pois ela sofria de problemas renais e precisava de uma doação. A partir desse momento a jovem inicia uma luta com a justiça para ter a filha de volta, pois o remorso a consumia e ela queria a bebê de volta.

A narrativa é contada pela própria Maria, um pouco mais velha, onde relata os acontecimentos entre capítulos com "antes" e "depois", para melhor entendimento do leitor. A conversa entre a autora com o leitor é interessante, pois aproxima os dois. A autora descreveu uma história muito comum na história do país, onde garotas jovens são abusadas dentro de casa e fogem por não ter auxílio.

As descobertas na vida de Maria são inúmeras, tensas e que fazem o leitor ficar pregado no livro até acabar. Eu li em dois dias e mesmo assim fiquei lembrando da história e sofrendo pela personagem.

Tenho que agradecer a autora Vanda Amorim por me dar um grande livro que vou lembrar pela vida toda. Espero que todos possam ler e tirar suas próprias conclusões sobre a vida cotidiana de uma jovem que poderia ser sua vizinha ou, quem sabe até irmã.

CONVERSATION

13 comentários:

  1. Nossa, o livro parece tão real e isso o torna pesadooo!
    Mas fiquei curiosa a maneira como é abordado esses temas tão polÊMICOS.Bela resenha!

    beeijão :)
    http://www.carolhermanas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é mesmo pesado, mas prende a atenção do leitor a cada página.

      Excluir
  2. Respostas
    1. A capa é muito leve em comparação com a história.

      Excluir
  3. Nossa o livro tem uma história bem pesada apesar de ser totalmente real, imaginamos que realmente de para sofrer pela personagem!! Gostamos da resenha!!


    beijos

    onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sofri durante os dois dias de leitura e foi incrível. A história é excelente.

      Excluir
  4. Já salvei o post. Sou apaixonada por assuntos sociais e adoro documentários sobre o tema abordado no livro, com certeza irei procurar pra ler!

    Beijos,
    Clarissa do Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é bem forte, mas muito interessante.

      Excluir
  5. Olá Ju,

    A história parece ser interessante, gostei muito da capa.

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a leitura, é ótima e nos faz refletir!

      Excluir
  6. Oi Juh, tudo bem?
    Realmente é uma grande história. Eu não conhecia o livro e fiquei com vontade de ler. É uma leitura bem intensa né, daquelas que quando terminamos precisamos de um tempo para voltarmos ao normal. Acho que vale a pena.
    Beijos
    [SORTEIO]Baile Literário
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, mas parece ser uma estória muito interessante. Adorei essa capa, linda demais! Fiquei curiosa para ler a obra, hehe.

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio de 5 KITS

    ResponderExcluir
  8. Olá, Juliete.
    Eu já tinha visto o livro em um outro blog e me interessei muito por ele. Infelizmente essa história é uma que se repete em muitas casas, principalmente com padrastos e até com pais. É revoltante, mas continua acontecendo. Fiquei bastante curiosa para saber se ela consegue a guarda de volta ou não.

    Prefácio

    ResponderExcluir

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com

sábado, 4 de março de 2017

RESENHA: Maria e Eu - Vanda Amorim

Compartilhar
Faz, aproximadamente, um mês que ganhei um livro para avaliação da autora Vanda Amorim. Quando recebi pelo correio eu percebi que era uma grande história que eu tinha em mãos e, conforme fui lendo, descobri que era muito mais que uma história, mas, sim, uma lição de vida.

O livro Maria e Eu - Os gritos do meu silêncio conta uma história chocante e emocionada sobre uma jovem que luta durante toda a sua vida para ter um final feliz, porém, as coisas tornam-se muito difíceis.


Confira as informações sobre o livros.

Livro: Maria e Eu
Autora: Vanda Amorim
Editora: Letramento
Páginas: 144 

Resenha: A personagem principal do texto chama-se Maria. Ela mora em um bairro - favela - onde o que impera é a falta de comida, higiene, dinheiro, amor e por aí vai. Ela mora com a mãe e o padrasto em uma casa pequena que é a mãe que garante o sustento e o alimento diário na mesa. Ela trabalha como faxineira e o padrasto não faz nada além de beber e dormir em casa.

Pelas frestas das tábuas de madeira que cobrem os parcos cômodos da casa, ela vê uma vida feliz, mesmo sob muitas dificuldades, onde o amor está na troca de palavras e gestos. Ela sonha em ser feliz. Aos oito anos o padrasto começou uma história de agressão e abusos com a garota. Ela não tinha ninguém para defendê-la, por isso aguentou o máximo que conseguiu. Passados os anos, os abusos tornaram-se mais fortes, seguidos de violência física e verbal, onde a mãe omitia que não via os acontecimentos, só se sentia enciumada da filha de 14 anos. Faltando um dia para completar 14 anos, ela acordou e se sentiu mal, com dores, enjoos, e tonturas. O padrasto, sabendo do ocorrido, contou para a esposa que a jovem estava grávida, porém, omitiu que o filho era seu, no entanto, inventou que a garota mantinha relações com diversos jovens da região, sendo um deles o pai do bebê. Após essa mentira, a mãe ordenou que a filha fosse embora de casa, não importando para onde ou se teria alimentos e cobertores, mas deveria sumir de sua vista.

Com isso, se foram momentos difíceis, sendo falta de comida e dinheiro os mais graves. Um dia, a Maria teve sorte em encontrar uma mulher, proprietária de um quiosque, que lhe deu emprego e tudo mais que lhe faltava. Foi um sonho realizado. Com os dias correndo, a jovem confidenciou que estava esperando um bebê, mas que não iria querê-lo após o nascimento, por isso decidiu entregá-lo para adoção. Após seguir com a decisão, a jovem deu à luz a uma menina, mas não quis levá-la com ela. Após três meses, ela é chamada para doar um rim para o bebê, pois ela sofria de problemas renais e precisava de uma doação. A partir desse momento a jovem inicia uma luta com a justiça para ter a filha de volta, pois o remorso a consumia e ela queria a bebê de volta.

A narrativa é contada pela própria Maria, um pouco mais velha, onde relata os acontecimentos entre capítulos com "antes" e "depois", para melhor entendimento do leitor. A conversa entre a autora com o leitor é interessante, pois aproxima os dois. A autora descreveu uma história muito comum na história do país, onde garotas jovens são abusadas dentro de casa e fogem por não ter auxílio.

As descobertas na vida de Maria são inúmeras, tensas e que fazem o leitor ficar pregado no livro até acabar. Eu li em dois dias e mesmo assim fiquei lembrando da história e sofrendo pela personagem.

Tenho que agradecer a autora Vanda Amorim por me dar um grande livro que vou lembrar pela vida toda. Espero que todos possam ler e tirar suas próprias conclusões sobre a vida cotidiana de uma jovem que poderia ser sua vizinha ou, quem sabe até irmã.

13 comentários:

Carol Hermanas disse...

Nossa, o livro parece tão real e isso o torna pesadooo!
Mas fiquei curiosa a maneira como é abordado esses temas tão polÊMICOS.Bela resenha!

beeijão :)
http://www.carolhermanas.com.br

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Ju!
Nossa! Que carga esse livro hein??? Achei a capa linda e quem vê, não imagina nem a história.
Beijos
Balaio de Babados
Sorteio Literário de Carnaval
Resenha Premiada Paixão e Crime
Sorteio Três Anos de Historiar

Thaiane e Thalita disse...

Nossa o livro tem uma história bem pesada apesar de ser totalmente real, imaginamos que realmente de para sofrer pela personagem!! Gostamos da resenha!!


beijos

onlyinspirations.blogspot.com.br/

Juliete Souza disse...

Ele é mesmo pesado, mas prende a atenção do leitor a cada página.

Juliete Souza disse...

A capa é muito leve em comparação com a história.

Juliete Souza disse...

Eu sofri durante os dois dias de leitura e foi incrível. A história é excelente.

Clara Assis disse...

Já salvei o post. Sou apaixonada por assuntos sociais e adoro documentários sobre o tema abordado no livro, com certeza irei procurar pra ler!

Beijos,
Clarissa do Próxima Primavera

Fernanda de Oliveira Brito disse...

Olá Ju,

A história parece ser interessante, gostei muito da capa.

Um beijo,

www.purestyle.com.br

Juliete Souza disse...

Esse livro é bem forte, mas muito interessante.

Juliete Souza disse...

Vale a leitura, é ótima e nos faz refletir!

Priscila Tavares disse...

Oi Juh, tudo bem?
Realmente é uma grande história. Eu não conhecia o livro e fiquei com vontade de ler. É uma leitura bem intensa né, daquelas que quando terminamos precisamos de um tempo para voltarmos ao normal. Acho que vale a pena.
Beijos
[SORTEIO]Baile Literário
Quanto Mais Livros Melhor

Larissa Dutra disse...

Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, mas parece ser uma estória muito interessante. Adorei essa capa, linda demais! Fiquei curiosa para ler a obra, hehe.

Beijos,
Duas Livreiras / Sorteio de 5 KITS

Sil disse...

Olá, Juliete.
Eu já tinha visto o livro em um outro blog e me interessei muito por ele. Infelizmente essa história é uma que se repete em muitas casas, principalmente com padrastos e até com pais. É revoltante, mas continua acontecendo. Fiquei bastante curiosa para saber se ela consegue a guarda de volta ou não.

Prefácio

Postar um comentário

- Comente, mas algo que acrescente uma opinião, sempre com respeito.

- Siga o blog, mas deixe seu endereço para eu seguir de volta.

- Dicas, opiniões, sempre serão bem vindas.

E-mail para contato: dhfy.blogs@gmail.com